segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Whitney Houston: investigador diz que cantora foi assassinada


Um investigador particular garante que Whitney Houston foi assassinada e não vítima de uma parada cardíaca seguida de afogamento acidental, como atesta o laudo pericial da sua morte.

Paul Huebl contou à revista National Enquirer que há provas do crime ocorrido no quarto de hotel em que a cantora estava hospedada, em Beverly Hills. 

De acordo com o investigador, uma câmara gravou a presença de duas pessoas a circular pelo local e a misturarem-se com os membros da equipa de Houston. 

Ainda segundo esta investigação, essas pessoas eram membros da equipe do traficante da cantora e poderiam estar no local para entregar drogas ou para receber o pagamento. 

Huebl afirma ainda que Whitney devia cerca de 1,5 milhões de dólares ao seu traficante e que os membros da equipe do traficante teriam entrado no quarto para cobrar a dívida. 

Recorde-se que, quando foi encontrado, o corpo da cantora estava na banheira com o rosto submerso. «O corpo de Whitney mostra marcas clássicas de autodefesa que foram feitas enquanto ela lutava pela vida», afirma Huebl.

Lux

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não esqueça de assinar nossa newsletter para receber as promoções. Obrigado por comentar!

Blog parceiro do

Encontre as melhores marcas de acessórios para maquiagem e diversos modelos de tênis femininos no Paraíso Feminino.

Postagens populares