sábado, 12 de novembro de 2011

Celebridades influenciam maneira de vestir de 62,2% das pessoas


Foto: Reprodução/Blog Marcos Proença

A atriz Deborah Secco: personalidades lançam moda e influenciam maneira de vestir dos brasileiros


A Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) concluíram uma pesquisa sobre como os brasileiros usam e compram roupas.


Intitulada “Pesquisa sobre Usos, Hábitos e Costumes do Consumidor Brasileiro de Vestuário”, o objetivo do estudo foi mapear novos padrões de consumo para traçar estratégias mais acertadas e ganhar vantagem em relação aos importados, informa a Abit.




O Brasil é o quarto maior produtor de vestuário do mundo. O setor emprega cerca de 1,7 milhão de trabalhadores diretos e faturou US$ 60 bilhões em 2010.


Veja as principais conclusões do estudo


• A maneira de vestir das personalidades (artistas, modelos, cantores e jogadores de futebol) influencia 62,2% dos entrevistados, sendo que as mulheres são as mais influenciadas, com 70,7%.


• Apenas 27,1% dos entrevistados costumam olhar as etiquetas das peças de vestuário/artigos de moda para saber a origem do produto.


• A televisão é a principal fonte de informação sobre moda, com participação de 72%.


• 84,7% dos entrevistados costumam se informar a respeito de moda, sendo que a cidade que mais se destaca é Porto Alegre (RS), com 98,5%; a de menor participação é Belo Horizonte (MG), com 59%.

  • As mulheres são as maiores responsáveis, com participação de 84,6%, pela escolha de peças de vestuário/artigos de moda para si próprias ou para membros da família.


   
• A frequência de compra de peças de vestuário/artigos de moda é de uma vez por mês para 37,7% dos entrevistados e a cada três meses para 30,4% dos consumidores;

• As lojas de rua são o local preferido para compra de 56,2% dos entrevistados, sendo que quanto mais jovem o consumidor, maior a preferência pelas compras em shoppings.

• O dinheiro ainda é a principal forma de pagamento utilizada para comprar vestuário/artigos de moda, com 56,4% das preferências, seguido de cartão de crédito, com 30,4%;

• Somente 15,2% dos consumidores já compraram peças de vestuário/artigos de moda pela internet.

• No Brasil, a participação do gasto com vestuário no total de despesas das famílias é de 5,5%, sendo que a região Norte apresentou o maior índice: 7,4%.

• 47,5% dos entrevistados já compraram produtos de moda por causa de propagandas. Este índice é maior entre as mulheres, com 52,7%.

• Apenas 32,1% dos entrevistados acompanham as Semanas de Moda, sendo que as mulheres costumam acompanhar mais que os homens (40,4% e 22,9%, respectivamente);

O estudo estará disponível nos sites do MDIC (www.mdic.gov.br ) e da ABIT (www.abit.org.br) a partir deste mês.
 
Fonte: IG



Clique nos links da Moda:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não esqueça de assinar nossa newsletter para receber as promoções. Obrigado por comentar!

Blog parceiro do

Encontre as melhores marcas de acessórios para maquiagem e diversos modelos de tênis femininos no Paraíso Feminino.

Postagens populares